Multiactividades na Serra da Malcata


Malcata Data de Realização:  
Entre 12 e 13 de Setembro de 2009

Organização:  Obeta - Modesto Jacinto

Local:   Beira Baixa e Beira Alta, região da reserva natural da Malcata

Motivos de interesse:
Paisagem, a reserva naural da Malcata, barragens da ribeira da Meimoa e Sabugal, vale do rio Côa

Descrição:
A serra da Malcata é ainda uma zona de reserva natural pouco conhecida (pelo menos para os elementos da Obeta).
Não possui o “brilho” nem a fama de outras zonas naturais portuguesas mais conhecidas, como a Serra de São Mamede, Estrela, Gerês, etc.
O que não significa que não possua motivos de interesse que justifique uma visita. Aliás, estando inserida num complexo montanhoso mais extenso – que inclui a Espanhola vizinha serra da Gata – não lhe faltam razões de cariz paisagístico, natural e cultural que mereçam uma deslocação á zona.
Malcata Foi com o intuito de preencher essa lacuna que o nosso associado Jacinto teve a iniciativa de propor em boa hora um programa de actividades que visava dar a conhecer um pouco melhor aquela zona.

Assim, este programa previa diversas caminhadas e outras actividades, as quais se desenrolariam no passado fim-semana de 12 e 13 de Setembro.
Mas face ao muito calor que ainda fomos encontrar no local e ao facto de já não termos saído muito cedo de Lisboa, houve necessidade de fazer algumas adaptações ao programa inicial.

Assim, optou-se por fazer no Sábado só uma das caminhadas previstas, reservando-se o Domingo para actividades de cariz mais “relaxante”, como passeios culturais e banhos em praias fluviais.

A caminhada escolhida foi adaptada de um dos percursos existentes na reserva, o caminho do Salgueirinho, mas com uma extensão para sul, de modo a que se pudesse iniciar o passeio não muito longe do parque de campismo do Freixial. Deste modo a distancia total a percorrer, que seria originalmente de 7km caso tivéssemos apenas efectuado o percurso original, passou para o dobro; 14 km.

O percurso estava pensado para acompanhar nalguns troços diversas linhas água, o que teria sido bastante agradável caso estas tivessem água.
Mas infelizmente o calor do verão encarregou-se de as fazer desaparecer completamente, reduzindo-as a leitos secos, cheios de calhaus rolados.
Malcata
Apesar disso o saldo deste passeio foi positivo, já que nos permitiu ficar a conhecer um pouco melhor esta zona.
O que já não consideramos tão positivo foi o facto de que, há semelhança do que acontece em muitas outras zonas de reserva natural neste país, as marcações dos percursos no terreno serem praticamente inexistentes!

O dia de Domingo foi aproveitado para a realização de outro tipo de actividades como já se disse.

Assim, tivemos a oportunidade de visitar Penamacor, efectuar um percurso pela barragem da ribeira de Meimoa, situada a norte daquela vila, conhecer algumas praias fluviais no vale do Côa – onde aproveitamos para tomar umas banhocas – e revisitar a sempre fascinante aldeia histórica de Sortelha.

Foi de facto um fim-de-semana bem passado!

Vejam nos links seguintes mais informação de detalhe sobre este evento:


        * Fotos publicadas no Picassa