Passeio BTT sobre o antigo ramal ferroviário de Montemor-o-Novo


Ciclovia Montemor-o-Novo Data de Realização:  27 de Novembro de 2010

Organização:  Obeta - Paulo Mazzetti

Local:  
Alentejo, ciclovia sobre o antigo ramal ferroviário de Montemor

Grau de dificuldade:  Fácil

Extensão aproximada:  
12,5 Km (Ida), 25 km (ida + volta)

Duração aproximada:  
2 h (ida), 4 h (ida + volta) em ritmo de passeio

Tipo de passeio:
Linear, com início em Montemor-o-Novo, viagem até à estação ferroviária de Torre da Gadanha e regresso pelo mesmo caminho

Motivos de interesse:
Paisagem alentejana de Montado, o apeadeiro abandonado de Paião, a ponte ferroviária sobre o rio Almansor

Descrição:
Após 2 anos de ausência regressamos de novo á ciclovia de Montemor-o-Novo e pudemos constatar as melhorias que foram introduzidas desde a última vez que lá estivemos, em 2008.
De facto, o troço inicial mais perto de Montemor foi alcatroado. A passagem por cima da antiga ponte ferroviária é agora muito mais facilitada já que um novo tabuleiro metálico foi colocado por cima das antigas travessas e carris, ocupando toda a largura da ponte.
Placard Informativo
Para além disso foram instalados diversos painéis informativos ao longo do percurso e construídas algumas áreas de descanso.
Por exemplo, no antigo apeadeiro de Paião, existem agora mesas e cadeiras de madeira, onde os utilizadores da via podem descansar e ‘picnicar’.
Sem dúvidas melhorias que são bem-vindas. Vê-se que a câmara municipal de Montemor tem apostado na requalificação deste espaço.

Apenas temos pena que, devido a estas “mordomias”, se tenha perdido um pouco o “cheirinho” de aventura que sempre caracterizava qualquer passeio feito sobre esta antiga via ferroviária...
Obviamente que isto é uma mera opinião pessoal e decerto não partilhada pela maioria das pessoas que utilizam a ciclovia.

Quanto ao passeio em si ele decorreu muito bem. Castelo de Montemor
Começamos em Montemor, fomos até à antiga estação da Torres da Gadanha, também ela presentemente em obras, onde almoçamos aquilo que levávamos nas mochilas, tendo regressado depois a Montemor.
Pelo caminho ainda parámos, tanto na ida como no regresso, no antigo apeadeiro de Paião.
O tempo esteve sempre bom, apesar de se sentir algum frio, o que é perfeitamente natural nesta altura do ano, Novembro.
Foi sem dúvida um bom passeio que serviu para desenferrujar um pouco as pernas.