Caminhada Al-Ruta na Arruda dos Vinhos


Data do evento:   Sábado, 11 de Dezembro de 2010

Caminhada Al-Ruta Local onde se desenrolou:
Arruda dos Vinhos

Organização:  Obeta - Paulo Mazzetti

Grau de dificuldade:   Médio

Tipo de Percurso:
Circular, de pequena rota, feito por estradas e caminhos florestais, com início e fim junto aos jardins do Palácio do Morgado, na Arruda dos Vinhos

Distância:   13 km

Duração:   5 horas

Locais de interesse:
Palácio do Morgado, Fortes militares do Cego e da Carvalha, do período das invasões francesas (sec.XVIII), a paisagem rural ampla no cimo dos montes com visão sobre todo o vale da Arruda dos Vinhos

Descrição:
A Vila de Arruda dos Vinhos situa-se num vale, circundado por montes e serras, das quais se pode observar a paisagem rural e um horizonte a perder de vista.
Caminhada Al-Ruta
Este percurso é feito por trilhos onde se tem a possibilidade de admirar aqueles belos panoramas. Para além disso passa em locais cheios de história, como os fortes militares do Cego e da Carvalha, situados no cimo de montes com os mesmos nomes, os quais ajudaram a suster, ou pelo menos a combater, o avanço das tropas napoleónicas, aquando das invasões francesas no século XVIII.


O passeio fez-se bem apesar dos grandes desníveis que por vezes apresenta (começa no centro da Arruda, a 132 m de altura, e atinge o ponto mais alto no monte da Carvalha, quase a 400m de altitude).
As chuvadas que se fizeram sentir recentemente também não ajudaram à progressão já que os terrenos se encontravam bastante enlameados e escorregadios.

Um ponto menos positivo que assinalamos é a sinalização deste passeio, que está marcada no terreno apenas com algumas placas de madeira, faltando as características marcas de tinta a 2 cores. Suspeitamos que a sua ausência talvez se deva ao facto de este trilho poder não estar ainda homologado.
E quanto ás referidas placas, se por vezes as encontramos em grande abundância, como por exemplo na aldeia de Carvalha, noutras zonas estão inexplicavelmente ausentes, o que leva o caminheiro muitas vezes a tentar adivinhar o caminho. Caminhada Al-Ruta
Não fora o facto de levarmos connosco o excerto de uma carta topográfica da zona, onde tínhamos previamente assinalado o caminho, e não teriam decerto faltado oportunidades de nos perdermos!
Aliás, uma dessas oportunidades encontra-se logo á saída da Arruda, onde não existe qualquer sinalização a indicar o início do trilho. Nós pelo menos não a encontrámos, o que nos levou a tomar erradamente a direcção da estrada nacional 115-A, em vez da municipal 1226, que supostamente seria correcta.

O engano deveu-se ao facto de que na rotunda de onde partem as 2 estradas existir uma placa a apontar na direcção da estrada nacional com a indicação do forte do Cego. E como nós sabíamos que o trilho iria passar nesse local tomamos a referida estrada.
Já só quando a aldeia da Mata estava à vista é que nos apercebemos do engano. Como entretanto já tínhamos percorrido alguns quilómetros pelo asfalto não quisemos voltar para trás, o que nos obrigou a alguma improvisação – e a fazer alguns quilómetros adicionais - tentando descobrir caminhos alternativos que nos pudessem levar ao forte do Cego. Caminhada Al-Ruta
Felizmente que fomos bem sucedidos nesse esforço e conseguimos lá chegar!

A partir daí conseguimos seguir o resto do caminho sem nos perdermos nem desviarmo-nos do trilho “oficial”, apesar das inúmeras oportunidades que não faltaram para isso devido à deficiente sinalização, especialmente nos cruzamentos.
Uma situação que deverá merecer a atenção dos responsáveis pela manutenção destes caminhos na CM Arruda.

O resto do passeio decorreu sem mais contratempos de maior. De referir pela positiva a ampla paisagem que se pode observar do cimo dos montes do Cego e da Carvalha, que é sem duvida uma excelente recompensa para algum esforço de ascensão que ambos obrigam.

No final ainda fomos brindados com um excelente lanche amavelmente oferecido pelos sócios Jacinto e Olga na sua casa, o qual ajudou a repor as energias gastas pelos participantes no passeio.

Mais informação nos links seguintes:




Fotos publicadas no Picassa